Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – Centro
Segunda a sexta: 08h às 20h
Sábado: 08h às 12h

Outubro Rosa: Combate ao câncer de mama em Juiz de Fora

Mais uma vez o mês de Outubro traz um evento significativo que merece a atenção de todos, especialmente do público feminino. É comemorado o “Outubro Rosa”, mês de conscientização e combate ao câncer de mama e vamos ajudar você a entender um pouco mais sobre a doença, como funciona seu diagnóstico e as formas de prevenção.

O que é o câncer de mama?

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. É causado pela multiplicação de células anormais da mama, e se manifesta na forma de nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor que formam um tumor. A doença responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Especificamente no Brasil, esse percentual é um pouco mais elevado e chega a 28,1%. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Mulheres acima de 50 anos são as mais afetadas, porém isso tem mudado. Houve um aumento da incidência da doença em mulheres mais jovens nos últimas décadas , especialmente aquelas com menos de 35 anos, e o Brasil hoje está entre 4% e 5% dos casos.

Como se deu o surgimento da campanha e qual sua importância?

Na década de 1990, nasce o movimento conhecido como Outubro Rosa, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com finalidade de compartilhar informações sobre a doença, promover a conscientização e proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade. O movimento é importante pois surgiu não apenas para informar às mulheres sobre os perigos do câncer de mama, como para ajudá-las nas formas de prevenção contra a doença.

Formas de prevenção e tratamento?

De modo geral, a prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco e no estímulo aos fatores protetores. Alimentação, controle do peso e atividade física podem reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver o câncer de mama. Também deve-se evitar o consumo de álcool e tabaco. O câncer de mama tem pelo menos quatro tipos mais comuns e outros mais raros. Sendo assim, não há um tratamento padrão pois cada tipo de tumor tem um tratamento específico, prescrito pelo médico oncologista. Os médicos ginecologistas recomendam às mulheres que realizem o autoexame para verificar se há alguma dor ou nódulo na região. O autoexame deve ser praticado mensalmente entre o 7º e o 10º dia contados a partir do 1º dia da menstruação. As mulheres que não menstruarem nesse período, devem escolher um dia do mês para fazer a autoavaliação.

  • Mama – Para examinar a mama esquerda, coloque a mão esquerda atrás da cabeça e apalpe com a mão direita. Para examinar a mama direita, coloque a mão direita atrás da cabeça e apalpe com a mão esquerda.
  • Mamilo – pressione os mamilos suavemente e verifique se há alguma secreção.
  • Axilas – após examinar as mamas, apalpe toda a área debaixo dos braços.

Exames de rotina

Outro exame bastante comum realizado pelos ginecologistas no diagnóstico do doença é o ultrassom. O exame de ultrassom de mama é geralmente solicitado pelo ginecologista ou mastologista depois de sentir algum caroço durante a palpação da mama ou se a mamografia for inconclusiva, principalmente na mulher que possui mamas grandes e possui casos de câncer de mama na família. A ultrassonografia não é o mesmo que mamografia, nem substitui esse exame, sendo apenas um exame capaz de complementar a avaliação mamária. Embora esse exame também possa identificar nódulos que podem indicar o câncer de mama, a mamografia é o exame mais indicado para ser realizado em mulheres com suspeita de câncer de mama.

Entrevista com Alessandra Sampaio – Presidente da Ascomcer Juiz de Fora:

Alessandra Sampaio – Presidente da Ascomcer Juiz de Fora.

Qual a importância do Outubro Rosa?

O Outubro Rosa é um movimento mundial e de grande importância para a sociedade. Nós, da Asconcer em Juiz de Fora, abraçamos essa campanha por sabermos do impacto que o câncer de mama causa na vida das mulheres. Precisamos conscientizar a população de nossa cidade sobre a necessidade da prevenção e o tratamento.

Na sua opinião, tem algum receio por parte das mulheres em procurar ajuda?

Não tem, isso é uma ideia que tinha algum tempo atrás até por vergonha, mas hoje sinceramente não enxergamos isso, vemos que tem bastante procura. Uma coisa ruim, por isso até a campanha fica mais intensa no mês de outubro é a mulher achar que só se faz mamografia em outubro e que só se procura um médico nesta data. Tem câncer o ano inteiro, a campanha fica mais específica neste mês mas o alerta tem que ser o ano todo.

Qual a importância dos familiares nesse processo?

O apoio da família é muito importante! Nós, da Ascomcer, não damos apoio só ao paciente, damos total suporte a familiar também. Assim, se a paciente está amparada pela família, o enfrentamento da doença torna-se menos difícil.

Como a Policonsultas pode te ajudar?

A Policonsultas conta conta com profissionais especializados no tratamento e prevenção do câncer de mama. Caso esteja passando por essa situação ou conhece alguém que sofre com esse problema, conte com os nossos profissionais ou agende uma consulta.

Agende seu atendimento!

Fixo: (32) 3031-6060 WhatsApp: (32) 99102-6160

Para conhecer nosso corpo clínico e nossa equipe de ginecologistas, clique aqui.

Deixe um comentário

WhatsApp Agende pelo WhatsApp