Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – Centro
Segunda a sexta: 08h às 20h
Sábado: 08h às 12h

Entenda melhor sobre a apneia do sono e como ela pode prejudicar o seu descanso

A Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) é uma doença crônica em que o paciente tem pausas na respiração enquanto dorme causadas pela obstrução da passagem de ar na região da garganta, na maioria das vezes acompanhada de um ronco alto e frequente, seguido de engasgos. Em casos graves podem ocorrer até mais de cem vezes por noite.

É uma doença muito comum, acometendo aproximadamente 33% da população adulta no mundo. Além disso, cerca de 90% dessas pessoas convive com a doença sem receber o diagnóstico e continua sem tratamento. A apneia do sono não tratada compromete a saúde e a qualidade de vida de cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo.

Principais sintomas

  • Comprometimento da memória
  • Dificuldade de concentração 
  • Dificuldade de manter o sono 
  • Diminuição da libido e impotência sexual
  • Perda de produtividade 
  • Risco aumentado de acidentes 
  • Ronco alto e frequente
  • Sonolência e cansaço diurno 

Diagnóstico

O diagnóstico deste distúrbio do sono  é baseado na história clínica do paciente e exame físico. Dependendo do resultado, o indivíduo pode ser indicado para uma polissonografia, seja no laboratório do sono ou na casa do paciente.

Nesse caso, uma boa opção para o diagnóstico e acompanhamento do tratamento da apneia do sono é o Exame do Sono Biologix, que consiste em ser uma polissonografia tipo IV (com polissonogramas), realizado de maneira prática, acessível e confortável.

Pois, o exame é feito através de um oxímetro sem fio, monitorado por uma plataforma online. Assim, na hora de dormir, basta colocar o sensor no dedo e iniciar o exame no aplicativo Biologix (aplicativo de smartphone com possibilidade da análise de dados em nuvem). Ao acordar,  é necessário clicar em concluir a análise e o resultado fica pronto imediatamente. 

Tratamento

Conhecer a origem do distúrbio é fundamental para o especialista determinar as medidas de controle. Por exemplo, se o paciente está acima do peso, a recomendação inicial é a perda de peso associada a exercícios fonoaudiológicos para fortalecer os músculos da garganta.

Desse modo, apneias provocadas pelo hábito de respirar pela boca, costumam ser tratadas com dilatadores de narinas. E, ainda, para aqueles que possuem a mandíbula curta, são recomendados aparelhos ortodônticos feitos sob medida, pois projetam a ossatura ou abaixam a língua, facilitando a passagem de ar.

Além disso, uma das formas mais eficazes para resolver as pausas na respiração durante o sono é o uso de um mecanismo chamado CPAP (sigla para pressão positiva contínua nas vias aéreas, em inglês). Como o nome sugere, trata-se de uma máscara que cobre o nariz e a boca e direciona o ar para as vias respiratórias. 

Agora, quando a razão do problema é uma imperfeição anatômica (na arquitetura da face ou nas amígdalas, por exemplo), indicam-se cirurgias.

Doenças que podem estar associadas à apneia do sono

Com o tempo, os impactos na saúde podem se agravar, de modo que a apneia do sono se torna um fator de risco para outras doenças graves. São elas:

  • Acidente vascular cerebral (AVC)
  • Arritmias cardíacas/fibrilação atrial
  • Depressão
  • Diabetes
  • Doença arterial coronária
  • Hipertensão arterial sistêmica
  • Insuficiência cardíaca 
  • Refluxo gastro-esofágico

Por isso, é necessário ter atenção, pois você pode fazer parte da população mundial que sofre de apneia do sono e não sabe que tem a doença! Assim, é importante consultar um especialista. 

Policonsultas

Precisa marcar uma consulta com um médico? A Policonsultas tem uma equipe preparada para cuidar da sua saúde, além de realizar exames na própria clínica. Conheça nosso corpo clínico aqui!

Agende seu atendimento:

Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso.
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – centro

Deixe um comentário

WhatsApp Agende pelo WhatsApp