Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – Centro
Segunda a sexta: 08h às 20h
Sábado: 08h às 12h

Doença celíaca: você pode ter e não saber

A doença celíaca é uma reação inflamatória provocada pelo glúten, proteína presente no trigo, cevada e centeio e seus derivados, como massas, pizzas, bolos, pães, biscoitos, cerveja e até alguns doces, provocando dificuldade do organismo de absorver os nutrientes dos alimentos, vitaminas, sais minerais e água.

Por ser uma disfunção autoimune, as próprias células de defesa imunológica agridem as células do organismo, resultando em um processo inflamatório, que, por sua vez, ocorre na parede interna do intestino delgado e leva, consequentemente, à atrofia das vilosidades intestinais, gerando uma diminuição da absorção dos nutrientes.

A doença é mais comum em crianças, tendo seus sintomas sendo manifestados entre seis meses a dois anos de vida, porém, muitas vezes é possível que os primeiros sintomas se manifestem somente na vida adulta.

Sinais e sintomas comuns

No geral, os principais sintomas que começam a se desenvolver na infância são:

  • Diarreia;
  • Prisão de ventre;
  • Perda de peso;
  • Anemia;
  • Sensação de estufamento;
  • Cólica;
  • Dificuldade de crescimento;
  • Desconforto abdominal.

Já na fase adulta, na maioria das vezes os sintomas são indefinidos, como dores eventuais. Mas, também existem outros sinais que estão relacionados à má absorção de nutrientes, como cansaço, falta de ar, lesões na pele, queda de cabelo, osteoporose e carência de vitaminas. Levando em consideração as variações do funcionamento de cada organismo, é importante lembrar que algumas pessoas podem apresentar poucos ou nenhum sintoma.

Como realizar o diagnóstico

A doença celíaca é genética e pode afetar várias pessoas da mesma família, porém, além disso, existem outros fatores que aumentam as chances de ter doença, incluindo:

  • Diabetes tipo 1;
  • Síndrome de Down;
  • Doenças da tireoide.

A maneira mais segura de conseguir o diagnóstico é monitorar a dosagem no sangue dos anticorpos contra o glúten. Também é necessário realizar uma biópsia do intestino, a fim de verificar se há alterações de inflamação e atrofia das vilosidades.

Não há cura para a doença celíaca. O melhor tratamento é retirar da dieta os alimentos que contenham glúten, o responsável por desenvolver a inflamação. Pois, quando a proteína é excluída da alimentação, os sintomas desaparecem.

Outra curiosidade é que o glúten presente nos produtos de beleza e higiene não é uma ameaça para os celíacos, a menos que seja ingerido acidentalmente.

Sem dúvidas, a maior dificuldade para os pacientes com essa condição, é conviver com as restrições impostas pelos novos hábitos alimentares. Como a doença celíaca não tem cura, a dieta deve ser seguida pelo resto da vida. É importante que os celíacos fiquem atentos à possibilidade de desenvolver câncer de intestino e a ter problemas de infertilidade.

Como os sintomas são muito variados e podem estar relacionados a vários outros problemas de saúde, se você acha que tem a doença, investigue a saúde de seu aparelho digestivo através de uma consulta com um gastroenterologista.

Policonsultas

Precisa marcar uma consulta com um médico? A Policonsultas tem uma equipe preparada para cuidar da sua saúde, além de realizar exames na própria clínica. Conheça nosso corpo clínico aqui!

Agende seu atendimento:

Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso.
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – centro

Deixe um comentário

WhatsApp Agende pelo WhatsApp