Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – Centro
Segunda a sexta: 08h às 20h
Sábado: 08h às 12h

Afinal, álcool faz mal?

O álcool faz mal? No nosso dia a dia é muito comum encontrarmos substâncias e alimentos aceitos na sociedade e que podem fazer muito mal à nossa saúde. Por exemplo, os cigarros, drogas ilícitas, açúcar, gorduras e o álcool. Mesmo sabendo que o uso constante desses elementos pode ser muito prejudicial para nosso corpo e bem-estar, não conseguimos simplesmente deixá-los de lado. Assim, adquirimos verdadeiro vício e a falta de algum deles pode inclusive trazer sintomas de angústia, ansiedade e depressão. 

Afinal, o álcool faz mal? É possível encontrar uma quantidade ideal de álcool a ser consumida? De acordo com dados do governo dos Estados Unidos, os gastos com a recuperação de pacientes pelo abuso de álcool somam mais de 180 bilhões de dólares por ano. Entre os principais problemas detectados estavam aqueles no fígado, pâncreas, cérebro e coração. Além disso, os problemas mentais e emocionais também estão presentes na lista de maiores prejuízos causados pela bebida alcoólica.

Em meio a tantos dados e informações, é importante conhecer quais são os efeitos do álcool no nosso corpo, quais os seus malefícios ou até mesmo benefícios. Afinal, tudo aquilo que é consumido em excesso faz mal e muitas vezes a solução para o problema é o equilíbrio. 

Doenças causadas pelo álcool

Existem algumas doenças que têm como principal causa o abuso de bebidas alcoólicas. No entanto, é importante saber que um gole dessa bebida não é capaz de criar nenhuma dessas condições. Por outro lado, todas as pessoas devem estar atentas para o chamado alcoolismo. Ou seja, uma condição (algumas vezes genética) de vício em álcool, criando uma situação em que a pessoa não consegue viver bem sem essas bebidas. 

Cirrose:

Essa doença ocorre quando células do fígado são destruídas causando cicatrizes e nódulos no órgão, fazendo com que ele pare de funcionar. Assim, essa doença pode ser causada pelo abuso de bebidas alcoólicas ou pelo vírus da hepatite. Saiba tudo sobre essa doença. Entre os principais sintomas da cirrose estão:

  • Cansaço e fraqueza;
  • Perda de peso;
  • Pele amarela;
  • Sangramento no estômago e intestino;
  • Confusão mental;
  • Inchaço na barriga.

Quando uma pessoa desconfia que possui os sintomas da cirrose deve procurar um hepatologista de forma rápida. Afinal, esta é uma condição muito agressiva e não é possível curar os danos causados no fígado. Além disso, se não tratada de forma rápida pode ser necessário um transplante de fígado ou então o paciente vir à morte. Saiba tudo sobre a consulta com o hepatologista.

Gastrite

A gastrite é uma inflamação que ocorre no revestimento do estômago por diversos fatores. Assim, entre suas causas podem estar: infecção, lesão, uso regular de anti-inflamatórios não-esteroides e consumo excessivo de álcool. Além disso, é importante saber que esta doença pode ter forma aguda ou crônica. Ou seja, pode surgir e sumir de forma rápida ou o processo inflamatório pode se instalar aos poucos e levar muito tempo para ser controlado. Como a gastrite ocorre no estômago é comum o paciente sentir fortes dores e sensação de queimadura no local,  sendo que o álcool faz mal. Assim, entre os principais sintomas da gastrite estão:

  • indigestão;
  • Queimação e azia;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Perda de apetite;
  • Dores abdominais;
  • Sangramento na parede do estômago;
  • Fezes escuras;
  • Vômito de sangue.

Depressão

A depressão é um transtorno mental que leva a pessoa a sentir uma tristeza profunda e perder o interesse em atividades que antes eram prazerosas. De acordo com o Ministério da Saúde, existem alguns fatores de risco que podem contribuir com a depressão, entre eles:

  • Histórico familiar;
  • Outros transtornos psiquiátricos;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Disfunções hormonais;
  • Dependência de álcool e drogas ilícitas;.

Ao reconhecer os sintomas da depressão, é importante iniciar o seu tratamento através de remédios e terapia. Assim, o psicólogo ajuda o paciente a criar estratégias de combate às questões emocionais e o psiquiatra indica remédios que vão reduzir os sintomas da depressão, levando em conta o melhor para o paciente.

Câncer

O uso em excesso de álcool pode ser responsável pelo surgimento de vários tipos de câncer, como o de mama, de próstata, de estômago e de pâncreas. Para entender o que é um câncer é preciso saber como funciona o nosso organismo. Assim, organismo humano é formado por milhares de células que trabalham de forma organizada. Ou seja,  elas crescem, se dividem, morrem e são substituídas de maneira controlada, em um processo natural. No entanto, quando o crescimento das células ocorre de forma descontrolada, gerando uma massa, surgem os tumores.

De acordo com a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia, existem dois tipos de tumores: os benignos e os malignos. Assim, os benignos são aqueles que não se multiplicam de forma tão rápida e não são capazes de migrar para outros tecidos. Assim, na maior parte dos casos, quando o paciente retira esse tumor já está curado. Por outro lado, quando a massa de células dá origem ao tumor maligno, é preciso ter cuidado. Isso porque os tumores malignos se multiplicam com rapidez e invadem as estruturas vizinhas. Ou seja, o tumor começa a se espalhar pelo corpo da pessoa. Saiba tudo sobre o câncer.

sala policonsultas

Benefícios do álcool para nossa saúde

Em primeiro lugar é importante saber que não existe benefício algum no consumo excessivo de bebidas, pois nesse caso o álcool faz mal. No entanto, quando uma pessoa consome bebidas alcoólicas de forma moderada, podem ser observados alguns benefícios no organismo como:

  • Reduz o risco de doenças do coração;
  • Diminui os níveis de colesterol;
  • Melhora a circulação do sangue;
  • Contribui para a melhora da vida social.

Quando consumido de forma consciente, as bebidas alcoólicas fazem com que uma pessoa tenha uma vida social mais ativa, trazendo a ela saúde mental. No entanto, existem alguns casos em que o consumo de álcool faz mal e é totalmente contraindicado:

  • Mulheres grávidas;
  • Mulheres amamentando;
  • Alcoólatras recuperados;
  • Pessoas com problemas no fígado.
É importante consumir álcool de forma moderada

Alcoolismo

Segundo o Ministério da Saúde, 11% da população brasileira entre 12 e 65 anos apresentam quadro de dependência de bebidas alcoólicas. Assim, um fator que contribui para essa condição é a genética familiar. Quando uma pessoa identifica que desenvolveu um vício no álcool, deve buscar ajuda o mais rápido possível. Afinal, essa dependência causa problemas na vida de todas as pessoas à volta do alcoólatra. Assim, é importante que essas pessoas busquem tratamentos através de remédios, terapia, grupos motivacionais e, em alguns casos, a internação médica. Conheça alguns sinais do alcoolismo:

  • Beber mesmo sozinho;
  • Ser o último a parar de beber;
  • Perceber que as “ressacas” estão cada vez mais leves;
  • Não conseguir parar de beber até a bebida acabar;
  • Perder eventos importantes para beber;
  • Faltar aulas ou trabalho por causa da bebida.

Saiba mais sobre essa condição no vídeo abaixo.

Policonsultas

Precisa marcar uma consulta? A Policonsultas tem uma equipe preparada para cuidar da sua saúde, além de realizar exames na própria clínica.

Conheça nosso corpo clínico aqui!

Deixe um comentário

WhatsApp Agende pelo WhatsApp