Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – Centro
Segunda a sexta: 08h às 20h
Sábado: 08h às 12h

Tudo sobre a consulta com o nefrologista

Tudo sobre a consulta com o nefrologista

Neste post você vai entender o que é e para quê serve a consulta com o nefrologista. Além disso, vai ver as principais doenças e os tratamentos nesta área. Navegue por categoria:

O que faz o nefrologista?

O nefrologista é o médico responsável por cuidar e tratar do sistema urinário, especialmente os rins. Assim, ajuda na prevenção e tratamento das doenças que atingem estes órgãos. Por exemplo: câncer no rim, infecções urinárias, insuficiência renal, entre outras. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, um a cada dez brasileiros sofre de doenças renais, ou seja, doenças que atingem o rim. Por isso, a consulta com o nefrologista é muito importante para prevenir qualquer doença que afeta o rim e o trato urinário. Além disso, a consulta regular a este médico ajuda a detectar a causa de qualquer dor e encontrar doenças em seu início. Assim, é importante separar um tempo para consultar este médico. Afinal, quanto antes um problema é detectado, mais rápido é o seu tratamento.

Quando procurar o nefrologista

Em primeiro lugar, é muito importante que todos realizem uma consulta com o nefrologista de forma regular, para prevenir as doenças e fazer um check-up. Nessas consultas, o médico pode pedir exames para garantir que está tudo certo. No entanto, existem alguns sinais que mostram a necessidade de marcar uma consulta de forma urgente e imediata. Estes sinais podem ser:

  • Dor ou ardência para urinar, além de mau cheiro na urina.
  • Dor permanente na lombar.
  • Inchaço nas mãos, pés ou olhos.
  • Pressão arterial elevada.
  • Palidez ou anemia.
  • Presença de sangue na urina.

É importante nunca ignorar um sintoma. Ao buscar o atendimento, é possível desde o início encontrar uma doença e tratá-la de forma rápida. Dessa maneira, evita-se que o problema se agrave e comprometa a saúde.

O que acontece na consulta com o nefrologista?

Quando o paciente procura o nefrologista para uma visita de rotina, algumas perguntas são feitas. Por exemplo: histórico de doenças no rim na família, como é a alimentação, profissão, se faz uso de remédios, etc. Além disso, o médico pode pedir exames para ver se está tudo certo. Esse tipo de consulta é muito importante e evita muitas doenças e problemas, como o câncer de rim.

Por outro lado, se o paciente procurou o médico para falar de algum sintoma, a consulta será voltada para isto. Da mesma forma como ocorre na consulta regular, o médico vai fazer perguntas sobre a vida da pessoa. Em seguida vai analisar os sintomas descritos e tentar achar a sua causa. Assim, pode pedir exames para fazer uma melhor avaliação.

Após analisar os sintomas e o resultado dos exames, o médico vai iniciar o tratamento da doença. Além disso, pode indicar que seu paciente procure outros médicos e até pedir para que ele mude seus hábitos na alimentação.

A Policonsultas oferece atendimento com nefrologista

Principais doenças

O nefrologista trata de muitas doenças e condições no trato urinário e no rim. Assim, dentre essas doenças, temos as principais:

Pedras nos rins

Muitas vezes são formadas pela pouca ingestão de líquido, consumo elevado de sal e proteínas. Assim, as pedras podem se movimentar e descer pelo canal da uretra, causando dor, devido à obstrução do fluxo urinário e dilatação do rim. Podem ser complicadas por infecção urinária e chegam a causar risco de vida.

Infecção nos rins

É causada por uma bactéria na bexiga que pode subir até o rim, causando febre e dor do lado comprometido. Assim, o tratamento deve ser feito com antibiótico e muitas vezes requer que o paciente seja internado no hospital.

Cistos 

Muito comuns a partir dos 40 anos de idade. São diagnosticados por exames de rotina e na maior parte das vezes não causam sintomas e não demandam tratamento. No entanto, é importante que o paciente realize consultas regulares para acompanhar o desenvolvimento do cisto. 

Tumor ou câncer nos rins

Muitas vezes ocorre devido à alta frequência dos cistos. Assim, quando há essa possibilidade o médico vai pedir exames de imagens para a avaliação. É importante que o tratamento se inicie de forma rápida, para maiores chances de sucesso e cura.

Insuficiência do rim

Em resumo, ocorre quando o rim encontra dificuldade para filtrar resíduos, sais e líquidos do sangue. Sem dúvida, a diabetes e hipertensão quando não são controladas podem prejudicar o rim e até fazer ser necessário a hemodiálise ou um transplante para o tratamento. Para saber mais sobre este assunto, assista o vídeo a seguir:

Exames e tratamento

O nefrologista vai fazer uma avaliação clínica de cada paciente para saber quais exames devem ser feitos. Por mais que uma pessoa não apresente sintomas de uma doença específica, é importante fazer os exames que o médico pediu, para a prevenção de muitas condições. Assim, alguns exames que o médico pode pedir são: ultrassom, exames de urina e de sangue, biópsia dos rins, entre outros.

O tratamento de qualquer doença encontrada vai depender do diagnóstico do nefrologista e do histórico do paciente. Assim, o médico pode receitar remédios, antibióticos, iniciar tratamento de câncer e até mesmo indicar a realização de cirurgias.

O exame de urina é um dos principais meios de detectar anormalidades no rim.

Verdades e mitos 

A cor da urina pode mostrar problema nos rins. VERDADE

É muito importante estar atento a este sinal. Assim, quando ocorre alteração na cor, odor, frequência ou quantidade da urina, deve-se procurar o nefrologista.

Quanto mais água eu beber, melhor. MITO

Pessoas que têm a função renal comprometida devem consumir menos água para evitar inchaços e outros problemas. 

Ter uma alimentação saudável contribui para a saúde dos rins. VERDADE

A alimentação balanceada evita condições como a obesidade e a hipertensão, que estão relacionadas com as doenças renais.

É normal ter espuma na urina. VERDADE

A presença dessa espuma pode indicar que os rins estão eliminando uma quantidade grande de proteínas. Ou seja, uma quantidade anormal.

Tomar leite aumenta a chance de pedra no rim. MITO

A ideia de que o cálcio presente no leite é responsável pelo surgimento de pedras nos rins é falsa. Além disso, uma dieta pobre em cálcio pode aumentar os riscos de ter pedras nos rins além de comprometer a saúde dos ossos.

Beber leite não favorece o aparecimento de pedras nos rins.

Policonsultas

Precisa marcar uma consulta com um nefrologista? A Policonsultas tem uma equipe preparada para cuidar da sua saúde, além de realizar exames na própria clínica.

Conheça nosso corpo clínico aqui!

Agende seu atendimento:

Unidade 1: Mister Shopping 3º Piso.
Unidade 2: Av. Rio Branco, 1718 – centro

Deixe um comentário

WhatsApp Agende pelo WhatsApp